Noticia

COVID-19 mata 31 pessoas em seis meses em Sofala, contra uma no ano passado

Os casos da COVID-19 estão a subir de forma assustadora na província de Sofala, sobretudo em jovens, de idades compreendidas entre 20 e 39 anos. De Janeiro a esta parte, já foram registados 31 mortos contra apenas um do ano passado.

Este facto levou a secretária do Estado da província de Sofala, Stela Zeca, a apelar ao cumprimento escrupuloso das medidas de prevenção.

Refira-se que os casos da COVID-19 estavam praticamente controlados em Sofala, pelo menos até à última semana de Maio passado, em que foram registados apenas três casos. Em meados de Junho, numa só semana, foram registados 54 casos positivos e, de 25 de Junho a esta parte, foram registados 602 casos.

“Estamos preocupados, porque os casos activos estão a subir de forma assustadora. Se formos a fazer uma comparação em relação ao ano passado, desde a altura em que foi detectado o primeiro caso, em Maio até Dezembro, tínhamos apenas quatro internamentos e um óbito. Neste ano, desde Janeiro a esta parte, temos um cumulativo de 31 óbitos e 172 internamentos.”

A cidade da Beira é que mais regista casos positivos na província de Sofala. No meio dos profissionais de Saúde, desde o início da pandemia, 215 foram infectados e existem, neste momento, 27 casos activos e dois perderam a vida.

“A pandemia voltou muito mais agressiva e com alguma sintomatologia diferenciada. Como se sabe, Sofala ainda não tem confirmação da variante Delta. Ela foi identificada em Tete e temos de estar cautelosos, porque o fluxo de movimentação entre Tete e Sofala é muito grande e diário. Reiteramos o apelo para o redobrar dos esforços nas medidas de prevenção. Está claro que relaxamos por algum tempo, mas chegou a hora de trabalharmos muito mais para proteger a nossa saúde. Neste momento, estamos com 13 internados cuja sintomatologia evoluiu muito rápido”.

Leave a Response